Publicidade
Quarta-Feira, 25 de Abril de 2018
Descrição do tempo
  • 29º C
  • 20º C

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Entrevistas com personagens que decidem nas esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Follow the money é estratégia do Tribunal Regional Eleitoral para combater caixa 2 em SC

Siga o dinheiro, em bom português, é a tática que será usada para atacar doações não-oficiais, o caixa 2, em bom português

Altair Magagnin
13/03/2018 14h13

Follow the money, como dizem os norte-americanos ou, siga o dinheiro, em bom português. Esta é a tática que será usada pelo TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral) para atacar as doações não-oficiais de campanha, o caixa 2, em bom português. A estratégia foi antecipada pelo desembargador Ricardo Roesler, instantes antes de tomar posse na presidência das Corte Eleitoral para o próximo biênio. A principal missão será neste ano mesmo, o 2018 eleitoral.

Um cruzamento será feito a partir do banco de dados de várias instituições, dentre elas a Polícia Federal e o Tribunal de Contas. Roesler faz uma ressalva, “nada é inviolável, sobretudo neste país de muita criatividade”, mas haverá “certa margem de segurança”, que tornará mais eficaz a captura de ilegalidades.

O novo presidente do TRE-SC entende que “há políticos honestos”, que confiam a prestação de contas aos seus contadores. Esses, por sua vez, se deparam com muitas dificuldades, fruto de normas “dúbias”. No entanto, Roesler dá um recado claro: “isso não pode servir como justificativa”. O responsável, segundo ele, “é o candidato”. A sugestão é que os concorrentes de outubro próximo estejam bem atentos ao financiamento das suas campanhas, pois a Justiça Eleitoral está.

Monteiro Rocha (à dir.) passou cargo de presidente do TRE-SC para Ricardo Roesler - Alexandre Santana/Divulgação/ND
Monteiro Rocha (à esq.) passou cargo de presidente do TRE-SC para Ricardo Roesler - Alexandre Santana/Divulgação/ND

20h30

É o horário máximo que o TRE-SC espera anunciar os eleitos em Santa Catarina. No entanto, a prioridade não é com a rapidez, mas com eficácia, segundo Ricardo Roesler

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade