Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Comentários sobre cinema, séries, televisão e entretenimento. Você confere aqui o que vale a pena maratonar e assistir na telona, assim como os seriados marcantes e os temas que despertam o interesse de um entusiasta da cultura pop.

Gustavo Bruning é jornalista, repórter do Notícias do Dia, colecionador de filmes e fã incondicional do gênero terror.

  • Mistério, isolamento e muitos suspeitos: três séries para começar a ver na sexta-feira 13

    A data conhecida tradicionalmente pelo seu misticismo e relação com o azar pode ser mais associada ao filme de terror de 1980 estrelado por Jason Voorhees, "Sexta-feira 13", mas também é uma boa oportunidade para começar a assistir - ou simplesmente maratonar - uma série de suspense. A seleção a seguir traz três produções, de diferentes países, que provocam a sensação de isolamento no espectador e apresentam histórias que funcionam como quebra-cabeças. Com "Le Chalet", "E Não Sobrou Nenhum" e "Harper's Island: O Mistério da Ilha", é preciso se ater aos detalhes para conhecer os personagens e desmarcará-los.

    • Le Chalet (França, 2017)

    Um grupo de amigos de infância se reúne em um chalé remoto, nos Alpes Franceses, para um casamento. É quando um incidente faz com que eles percam contato com o resto do mundo e fiquem diante de uma armadilha mortal. Com flashbacks e um clima de suspense destoante do clássico americano, incitado por uma trilha[...]

    Leia mais
  • Porque fazer uma maratona de filmes da Marvel com a sua mãe pode ser uma ótima experiência

    A palavra “marvel”, em português, pode ser traduzida como “maravilhar-se” ou “estranhar”. Foi uma combinação desses dois significados que vi despertar na minha mãe enquanto ela assistia comigo a uma maratona dos 18 filmes de super-heróis da Marvel Studios no último mês. Aos 61 anos, ela definitivamente não é o público-alvo desses longas-metragens. No entanto, vou descrever aqui porque ter assistido toda essa saga ao lado de alguém que jamais havia visto um filme do gênero pode ser uma experiência singular.

      -
    16 dos 18 filmes da Marvel Studios lançados antes de "Vingadores: Guerra Infinita" - Gustavo Bruning/ND


    Tudo começou quando planejei maratonar a franquia antes da estreia de “Vingadores: Guerra Infinita” e percebi que o desafio de rever os 18 filmes, diariamente, não era para qualquer um – nenhum amigo tinha interesse ou estamina para a missão. Isso é compreensível, já que eles totalizam 2.163 minutos – cerca de 36 horas. Essas[...]

    Leia mais
  • Resenha #1: o novo talk show de Letterman e um reality de confeiteiros nada convencional

    Quem vê o apresentador do talk show “O Próximo Convidado Dispensa Apresentação” (My Next Guest Needs No Introduction), que estreou na Netflix em janeiro, pode não reconhecê-lo logo de cara. A imagem do homem com barba grisalha, diante de um fundo escuro, está distante daquela que pertencia a um entrevistador que, durante 33 anos, estrelou um programa de sucesso na TV americana. David Letterman não renovou apenas o próprio visual em seu novo projeto, mas apostou também em um formato diferente para entrevistas e em uma seleção mais aprimorada de convidados. 

    Uma das entrevistadas de David Letterman foi a ativista de direitos humanos Malala Yousafzai - Divulgação/ND
    Uma das entrevistadas de David Letterman foi a ativista de direitos humanos Malala Yousafzai - Divulgação/ND


    Na atração, que já tem quatro de seus seis episódios disponíveis, Letterman abre mão das entrevistas ensaiadas e dos quadros saturados dos talk shows da atualidade. Ele pode não ter o carisma de Jimmy Fallon e o fator “celebridade” de Ellen DeGeneres, mas entrega um produto mais[...]

    Leia mais
  • Seriado espanhol "Merlí" reforça a importância do professor e do ensino da filosofia

    Fazer refletir, questionar e buscar conhecimento são alguns dos méritos da filosofia, segundo o protagonista do seriado espanhol “Merlí”, um professor recém-admitido que passa a lecionar a disciplina para uma turma de ensino médio. Coincidentemente, estas podem ser consideradas algumas das finalidades de um seriado. Então quando nos deparamos com uma produção que debate um tema tão subestimado e dialoga com outros assuntos pertinentes, o resultado tem tudo para ser fascinante. É o que acontece com “Merlí”, escrita por Héctor Lozano e disponível na Netflix, que traz noções apresentadas por filósofos como Sócrates, Platão, Aristóteles e Maquiavel de uma maneira descomplicada.

    O seriado espanhol tem o ator Francesc Orella no papel do professor Merlí Bergeron - Divulgação/ND
    O seriado espanhol tem o ator Francesc Orella no papel do professor Merlí Bergeron - Divulgação/ND


    Com Francesc Orella no papel do professor de meia-idade Merlí Bergeron, a série aborda questões relacionadas à família, sexualidade, relacionamentos e autodescoberta. São[...]

    Leia mais