Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Comentários sobre cinema, séries, televisão e entretenimento. Você confere aqui o que vale a pena maratonar e assistir na telona, assim como os seriados marcantes e os temas que despertam o interesse de um entusiasta da cultura pop.

Gustavo Bruning é jornalista, repórter do Notícias do Dia, colecionador de filmes e fã incondicional do gênero terror.

  • Com trilha sonora contagiante, 'O Rei do Show' é um musical sobre felicidade e aceitação

    Em uma época em que ir ao cinema se tornou um programa sempre bem planejado, em que sei exatamente qual filme vou ver e o que ele proporcionará, encontrar um longa-metragem totalmente inédito e prazeroso de ser assistido parece ter se tornado incomum. Ainda assim, de tempos em tempos, entra em cartaz um filme que faz eu retornar às salas de exibição para uma segunda rodada. Foi o caso do musical “O Rei do Show”, que estreou no Brasil no dia 25 de dezembro e, mesmo tendo sido esnobado pelo Oscar, trouxe uma trilha sonora magnífica e personagens dos quais já sinto saudade.

    "O Rei do Show" é estrelado por Hugh Jackman e Michelle Williams - Divulgação/ND


    Lançado em DVD e Blu-ray em maio, o filme traz uma versão um tanto quanto ficcionada da história de P.T. Barnum, criador de um dos primeiros circos dos Estados Unidos, no século 19. Com a dose certa de romance, drama e comédia, o longa acompanha a jornada de um pai de família que, após perder o emprego,[...]

    Leia mais
  • Como as tentadoras viagens no tempo, fascinantes na ficção, são dispensáveis no mundo real

    Diante das rotinas e do cotidiano, não é raro nos depararmos com a noção de que não temos controle suficiente de nossas vidas. De que tudo apenas segue acontecendo e somos apenas personagens prisioneiros da grande narrativa que nos cerca. Como se o livre arbítrio existisse, mas o curso natural prevalecesse. A verdade, ainda assim, é que temos muito mais poder do que jamais iremos presumir. No fim das contas, somos as únicas variáveis que temos capacidade, na prática, de administrar. Não estamos distantes dos nossos ídolos, chefes ou referências. O que nos separa destes são as escolhas e o empenho empregado na conquista das metas.

    Domhnall Gleeson e Rachel McAdams em
    Domhnall Gleeson e Rachel McAdams em "Questão de Tempo" - Divulgação/ND


    Em meio a uma conversa sobre até onde vai a nossa capacidade para mudar o que julgamos insatisfatório, lembrei de um filme que assisti no cinema há cinco anos. "Questão de Tempo", escrito e dirigido por Richard Curtis ("Simplemente Amor e "O Diário de[...]

    Leia mais
  • De 'Grease' a 'Harry Potter': show da Camerata Florianópolis une trilhas famosas do cinema

    O termômetro marcando 19°C não impediu que a Camerata Florianópolis levasse o público para uma viagem no tempo por diferentes períodos da sétima arte na noite deste domingo (20). A primeira apresentação ao ar livre do espetáculo “Música para Cinema” foi realizada próximo ao trapiche da avenida Beira-Mar Norte e reuniu uma seleção com algumas das melhores trilhas-sonoras da telona e da telinha. De “...E o Vento Levou” (1939) e “Perfume de Mulher” (1992) a “Harry Potter e a Pedra Filosofal” (2001) e “Game of Thrones” (2011), a apresentação cativou crianças, jovens e adultos.

    Camerata Florianópolis apresentou a primeira edição ao vivo do espetáculo
    Camerata Florianópolis apresentou a primeira edição ao vivo do espetáculo "Música para Cinema" - Gustavo Bruning/ND


    Enquanto alguns balançaram a cabeça no ritmo da música tema de Indiana Jones, composta pelo espetacular John Williams para “Os Caçadores da Arca Perdida” (1981), outros arriscaram uns passos tímidos ao som da versão orquestral de “Summer[...]

    Leia mais
  • Introdução: uma nova empreitada no mundo da cultura pop

    Há alguns anos considero abril o mês dos novos começos. E em 2018, com muita alegria, dou início a esta nova empreitada: uma coluna no Notícias do Dia para comentar sobre um segmento que sempre fez parte da minha vida. Neste espaço, pretendo apresentar os principais conteúdos do mundo da cultura pop que vêm despertando o meu interesse, sejam eles filmes, séries, músicas ou programas de televisão.

    Tanto para aprofundar sobre ideias recorrentes em séries que já assisti mais de uma vez - Lost, The Good Wife e Friends são obras-primas veneráveis - quanto para comentar novos trailers de potenciais blockbusters, as postagens que você irá conferir aqui toda semana serão as indicações sinceras - e as dicas para passar longe de bombas - de alguém que sempre está pensando na continuação.

    Além da edição online, a coluna é publicada mensalmente na revista Inspira!.

    Leia mais