Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Pão e vinho: a mais clássica das misturas, com o toque refinado de um especialista na arte da panificação e na enologia. Conheça os tipos de vinho, as características de cada um, as maneiras de harmonizar a bebida com as mais variadas refeições. Imperdível.

  • Coluna Pão & Vinho: Os vinhos para a nova culinária japonesa

    A culinária japonesa não é mais a mesma. O que não é uma má notícia. Há alguns anos, a culinária crua japonesa materializava-se pela conjugação de ingredientes básicos como peixes crus, a raiz forte, as algas, o arroz, o shoyu e o gengibre. O máximo da ousadia era acrescentar frutas e cream-cheese a alguns preparos. Hoje, a culinária japonesa sofreu influências e fusões. Aliou-se, em muitos restaurantes, à culinária peruana. Nasceram pratos novos e interessantes. Em muitos preparos, aparecem ingredientes como o limão siciliano, o alho, o azeite trufado, mel e especiarias, inclusive a pimenta. Esses pratos ganharam novos nomes, brilharam nos cardápios e respeitaram os clássicos. Essa mudança reflete nos vinhos para acompanhar essa onda de contemporaneidade na culinária japonesa.

    Espumantes brancos e rosés brut, um bom Sauvignon Blanc sempre foram parceiros clássicos do shushi e do sashimi tradicional. Peixe cru é leve, raiz forte, sem exageros, é[...]

    Leia mais
  • Coluna Pão & Vinho: Os vinhos para a nova culinária japonesa

    A culinária japonesa não é mais a mesma. O que não é uma má notícia. Há alguns anos, a culinária crua japonesa materializava-se pela conjugação de ingredientes básicos como peixes crus, a raiz forte, as algas, o arroz, o shoyu e o gengibre. O máximo da ousadia era acrescentar frutas e cream-cheese a alguns preparos. Hoje, a culinária japonesa sofreu influências e fusões. Aliou-se, em muitos restaurantes, à culinária peruana. Nasceram pratos novos e interessantes. Em muitos preparos, aparecem ingredientes como o limão siciliano, o alho, o azeite trufado, mel e especiarias, inclusive a pimenta. Esses pratos ganharam novos nomes, brilharam nos cardápios e respeitaram os clássicos. Essa mudança reflete nos vinhos para acompanhar essa onda de contemporaneidade na culinária japonesa.

    Espumantes brancos e rosés brut, um bom Sauvignon Blanc sempre foram parceiros clássicos do shushi e do sashimi tradicional. Peixe cru é leve, raiz forte, sem exageros, é[...]

    Leia mais
  • Safra de 2018 é apontada como uma das melhores e da história do vinho no Brasil

    A safra de 2018 está entre as três melhores já registradas na história da nova vitivinicultura brasileira. Essa foi a conclusão a que chegaram cerca de 120 enólogos que selecionaram, às cegas, as 16 amostras mais representativas da safra 2018, entre 344 vinhos, de 49 vinícolas, apresentadas na 26 Avaliação Nacional de Vinhos, realizada no último final de semana em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. As duas outras safras especiais foram as de 2005 e 2012. A grande festa do vinho brasileiro reuniu mais de 1 mil apreciadores da bebida que, junto dos 16 jurados, formaram o maior corpo de degustadores de uma única safra de vinhos do mundo.

    A notícia da qualidade da safra de 2018 é muito boa para o Brasil e para produto nacional. Ela indica que os vinhos elaborados este ano, em todos os seus estilos, devem apresentar muito boa estrutura. Os tintos seguramente serão vinhos de guarda. As 16 amostras vencedoras não estão no mercado. Elas servem de[...]

    Leia mais
  • Coluna Pão & Vinho: Santa Catarina brilha na Grande Prova de Vinhos do Brasil

    Os vinhos de Santa Catarina fizeram bonito na 7ª. Edição da Grande Prova de Vinhos do Brasil, realizada no final de agosto, no Rio de Janeiro. Três vinhos das altitudes catarinenses conquistaram a premiação máxima, na maior avaliação de rótulos brasileiros disponíveis no mercado. Foram campeões em suas categorias os vinhos Kranz Malbec 2010, de Treze Tílias; Leone de Venezia Garganega 2017 e o D’Alture Merlot 2012, ambos de São Joaquim. Santa Catarina conquistou ainda quatro best buy e, no total, arrematou 34 medalhes de ouro, entre rótulos de vinhos e sucos.

    O Kranz Malbec 2010 venceu a disputa na categoria “Tintos Outras Castas”. Essa categoria foi reservada a vinhos de uvas novas no Brasil. O Leone di Venezia Garganega 2017 conquistou a vitória na categoria “Branco de Outras Castas e Cortes”. Já o D’Altura Merlot 2012 ganhou na categoria “Tinto de Merlot”. Como houve empate, o prêmio foi dividido com o vinho Monte Paschoal Reserva Merlot[...]

    Leia mais