Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Pão e vinho: a mais clássica das misturas, com o toque refinado de um especialista na arte da panificação e na enologia. Conheça os tipos de vinho, as características de cada um, as maneiras de harmonizar a bebida com as mais variadas refeições. Imperdível.

São Joaquim ganha uma nova vinícola, a Leone di Venezia

Diferentemente da grande maioria das vinícolas de altitude, a Leone de Venezia é uma vinícola-boutique que aposta exclusivamente em uvas italianas. Os vinhos já produzidos mostram estrutura, qualidade e excelente potencial de envelhecimento.

João Lombardo

 

Leone di Venezia/Divulgammo
Os vinhedos abraçam a vinícola, um colorido particular

“Estilo italiano em terroir de altitude”. Esse é o lema da Leone di Venezia, vinícola-boutique que abre suas portas no próximo dia 11 de março, em São Joaquim, durante os festejos da 3a Vindima de Altitude. O projeto foi inspirado nas belas e suaves vilas do veneziano Andrea Palladio, um dos principais arquitetos do renascimento italiano. O  leão alado de São Marcos, símbolo de Veneza, empresta seu nome e figura à nova vinícola.

Cinco hectares de vinhedos abraçam a vinícola, localizada a 1.280 metros de altitude. Das videiras brotam 14 variedades de uvas italianas, entre elas as tintas Sangiovese, Montepulciano e Refosco; e as brancas Garganega e Gewürztraminer. Também estão plantadas Moscato Giallo, Teroldego Rotaliano, Aglianico e Nero d’Avola. Assim como as três uvas tintas do Vêneto: Corvina, Rondinella e Molinara, que já geraram um tinto ao estilo do Amarone, ainda não engarrafado, neste momento estagiando em barrica.

Leone di Venezia / Divulgação
O projeto foi inspirado nas vilas de Andrea Palladio

A Leone di Venezia é obra do agrônomo e enólogo Saul Bianco. Descendente de uma família italiana de tanoeiros, formado em vitivinicultura em Conegliano Valdobbiadene, no Vêneto, ele apostou nas uvas italianas, em vez das variedades francesas que dominam as altitudes.

Em 2008, Bianco comprou as terras e começou a formar os vinhedos. Em 2012, a exemplo de seus avós, fez os primeiros vinhos no porão da casa, já com os equipamentos comprados para a vinícola. No ano passado, durante a 2a Vindima de Altitude, apresentou alguns vinhos prontos. O resultado impressionou e mostrou o potencial das uvas italianas nas altitudes.

DLeone di Venezia / Divulgação
O leão alado, no detalhe

Charme e vinhos complexos

O complexo da vinícola, além da cantina e sala de degustação, contempla uma pequena osteria, que oferecerá pratos da cozinha italiana, junto dos vinhos da casa. Há também quatro apartamentos destinados a hóspedes. Uma vinícola voltada para o enoturismo e para a enogastronomia. Uma vinícola de charme.

A Leone di Venezia estreia oficialmente com sete vinhos: os varietais de Garganega, Gewürztraminer, Sangiovese, Montepulciano e Refosco; e os cortes Palazzo Ducale (Sangiovese, Lagrein, Primitivo, Longanese e Rebo) e Palladio (Montepulciano, Refosco dal Peduncollo Rosso, Teroldego, Rondinela e Aglianico).

Provei três deles e fiquei agradavelmente surpreso com os vinhos.

 

Leone di Venezia Montepulciano 2013

100% Montepulciano. 14% de álcool. Passagem de 18 meses por barricas francesas. Cor púrpura. Aromas de frutas negras, ameixa seca, mirtilo. Notas tostadas de café, chocolate, especiarias doces, ervas aromáticas, balsâmico, terroso. Boca fresca, acidez importante, volumoso no paladar, taninos finos e presentes, longo. Surpreendente. Combina com carnes assadas, cordeiro, javali, feijoada, rabada.

 

Leone di Venezia Sangiovese 2013

100% Sangiovese. 13% de álcool. Onze meses em barricas de carvalho francês. Cor rubi com reflexos violáceos. Aromas de frutas vermelhas, ameixas e cerejas frescas, especiarias doces, baunilha, húmus, couro, sutil floral, tabaco. Acidez deliciosa, paladar frutado, taninos intensos e finos, longo em boca. Muito agradável. Combina com massas com molhos de tomate e queijos, aves assadas, inclusive caças de pena, cabrito.

 

Leone di Venezia Refosco dal Peduncolo Rosso 2013                            

100% Refosco. 13% de álcool. Vinte meses em barricas de carvalho francês e americano. Cor rubi-violácea profunda. Aromas de frutas negras, amoras, cerejas negras, notas de especiarias doces, coco, canela, toques tostados, café, chocolate. Couro, sutil mentolado. Boca com boa acidez, fresco e macio, toque de madeira no paladar, intenso, taninos presentes, longo final. Estruturado. Combina com carnes assadas, caças e inclusive com chocolate.

 

Serviço:

Rodovia SJM 145, n. 2800, Morro Agudo – São Joaquim

www.leonedivenezia.com.br

contato: vinícola@leonedivenezia.com.br

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade