Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

TCU mira compra de empresa pela Caixa

O objetivo do bancão oficial é contratar serviços da nova empresa sem licitação, por se tratar de novo braço da instituição

Leandro Mazzini

Causou espanto no Tribunal de Contas da União a postura do Ministro Walton Alencar ao propor anulação de acórdão que considerou ilegal a aquisição pela CaixaPar de participação na empresa CPMBraxis. O objetivo do bancão oficial é contratar serviços da nova empresa sem licitação, por se tratar de novo braço da instituição. Famoso pela dureza de seus posicionamentos, o ministro Alencar defendeu a mudança do posicionamento da Corte. Atua no caso o escritório Piquet Carneiro, onde trabalha o advogado Ary, ex-chefe de gabinete do presidente do TCU, Raimundo Carreiro.

Faca..

Há meses Jair Bolsonaro (PSL) faz uma oração ‘dos tempos de guerra’ à noite, indicação de um amigo partidário do Paraná que previu que corria risco de atentado.

..na oração

“Meu Jesus crucificado, filho da virgem Maria. Guardai-me esta noite e amanhã por todo o dia! Que meu corpo não seja ferido, nem meu sangue demarrado, nem por faca nem por chumbo, Oh meu Jesus ressuscitado!”

Trégua

Por alguns dias, Bolsonaro conseguiu que todos os rivais candidatos parassem de falar (e mal) dele. Alckmin (PSDB) retirou da propaganda da TV os ataques indiretos.

Razões de Barbosa

O que mais se comenta nas grandes bancas de advocacia é que o ex-ministro Joaquim Barbosa, hoje advogado, pediu aposentadoria mais cedo do STF porque soube que articulava-se na Corte o perdão aos mensaleiros do PT.

Vergonha nacional

Como notório, Barbosa foi o algoz da quadrilha, como relator da AP 470. Resultado depois que se aposentou: A então presidente Dilma Rousseff pediu indulto, e a própria Corte que os condenou, perdoou os mensaleiros. Entre eles Dirceu, Roberto Jefferson, Valdemar da Costa Neto, o ‘dono’ do PR, e outros livres, leves e.. ricos.

Incompetência oficial

Um projeto de lei aprovado na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado passa um imenso recibo de incompetência do sistema penitenciário: a lei aumenta em até um ano a pena do detento que usar telefone celular da cadeia. O que já é proibido.

Livre, por ora

José Dirceu, que está livre por decisão liminar do ministro Dias Toffoli (STF), pode voltar para a cadeia em 2019 para cumprir pena, condenado na Lava Jato. No lançamento de seu livro de memórias no Rio, ele contou que a ex-esposa Clara Becker telefonou para parabenizar Carlos, o seu pseudônimo dos tempos de clandestinidade.

Fundo da facção

Uma das linhas de investigação das polícias do Ceará e São Paulo para o roubo a bancos nos últimos dias é a ligação de uma facção com o financiamento de campanhas de seus candidatos a deputados. Uma série de roubos no mesmo modelo ocorreu em 2014 durante a campanha.

Ou seja..

..Com o caixa apertado dos partidos e o fim do financiamento privado, é plausível.

Caças

Um Hércules C-130 da FAB fez um pouso de emergência e interditou desde a quinta à noite a pista principal da Base de Anápolis. Os caças F5 que sobrevoariam a Esplanada não puderam decolar para o Desfile do 7 de Setembro, informou a Aeronáutica.

MERCADO

Privataria

O STJ confirmou em sentença definitiva a decisão da 6ª Câmara do Tribunal de Justiça de SP, que em 2016 considerou improcedente o pedido de José Serra para a Geração Editorial retirar de circulação o livro ‘Privataria Tucana’, de Amaury Ribeiro Jr.

Derrota de Serra

Serra também pedia indenização do autor e da editora. O livro, editado por Luiz Fernando Emediato, analisa o processo de privatizações no governo Fernando Henrique, com riqueza de detalhes apurados pelo premiado repórter-autor. Serra terá de pagar os custos do processo.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade