Publicidade
Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994, e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.

  • Palácio recorrerá a mais emendas e cargos para derrubar denúncia contra Temer

    Um dos líderes da tropa de choque do presidente Michel Temer, ao lado dos deputados Carlos Marun (PMDB-MS) e Beto Mansur (PRB-SP), e cotado para o Ministério da Saúde em 2018, o deputado federal Darcísio Perondi (PMDB-RS) afirma à Coluna que a base governista usará “a mesma estratégia (da primeira), mas agora com mais experiência”, para derrubar a segunda denúncia contra o presidente na Câmara. Na primeira, houve liberação de mais de R$ 2 bilhões em emendas parlamentares.

    À beira

    Perondi diz não dar a mínima para as pesquisas que mostram impopularidade de Temer: “Se o presidente fosse preocupado com pesquisa, o Brasil estaria no fundo do poço”.

    De saída

    Há um pequeno grupo de autoridades do primeiro escalão do Governo de Michel Temer que não vai esperar abril, e deixará os cargos em dezembro.

    Mais essa

    Autoridades americanas e israelenses já avisaram à Polícia Federal que o PCC, a facção paulista, se associou ao Hezbollah e querem[...]

    Leia mais
  • Henrique Meirelles tem alta rejeição para presidência em 2018

    Cotado como nome do PSD na corrida presidencial, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, aparece com alta rejeição na sondagem da Paraná Pesquisas. A pesquisa encomendada pela Coluna mostra que 41,1% dos entrevistados responderam que “não votaria nele de jeito nenhum”. Apenas 2,4% “com certeza votaria nele para presidente do Brasil” e 12,3% responderam que “poderia votar nele para presidente”. O que à primeira vista conota mais um pré-candidato no limbo, pode alavancar a candidatura do executivo: Meirelles teria, hoje, até 14% de intenção – somados os que votam nele e que poderiam votar – e conta com a menor rejeição entre os presidenciáveis. 

    No muro

    A despeito da rejeição, a pesquisa indicou que é alto também o número de indecisos e dos que responderam que “ainda é cedo para opinar”, índice que chega a 44,2%.

    Turma do diploma

    Vem dos entrevistados com ensino superior a segunda maior rejeição ao ministro: 40,8% (e 3,5% votariam[...]

    Leia mais
  • Inquérito sigiloso revela tentativa de aproximação de Joesley com juiz

    O enredo mais tenso em investigação, num inquérito sigiloso, vem de uma gravação de Joesley Batista com uma advogada, na qual é citada tentativa de aproximação com um juiz federal para ajuda ao grupo empresarial, patrocínios a um instituto ligado a dois magistrados e promessas de influência. O script verbal leva todos os envolvidos à lona.

    Lula blindado

    Na primeira reunião de trabalho, a CPI mista da JBS convidou Rodrigo Janot (que não vai aparecer), convocou os irmãos Batista e blindou Lula da Silva (como antecipamos).

    PMDB no MP

    Luiz Fernando Vieira de Mello Filho, ex-secretário-geral do Senado aprovado para cadeira no Conselho Nacional do Ministério Público, é apadrinhado de Renan Calheiros

    Desce a cortina

    A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) resumiu a Ópera brasileira: “Quando o ministro da Fazenda pede orações pela economia é... que está tudo bem mesmo”.

    Janot ironizado..

    Apareceu um banner gigante num poste em frente ao Anexo IV da[...]

    Leia mais
  • CPI da JBS blinda Lula, convida Janot e convoca Joesley

    O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), prepara mais um gesto de fidelidade ao Palácio do Planalto. Diferente da postura – dúbia à época – em relação à primeira denúncia da PGR contra o presidente Michel Temer, agora tem atuado nos bastidores para acelerar o enterro da segunda. Assessores técnicos passam pente-fino nos 25 pedidos de impeachment contra Temer em tramitação. Todos vão para a vala do arquivo, inclusive o apresentado pela Ordem dos Advogados do Brasil.

    É o Rock

    O BOPE vai subir a Rocinha depois do encerramento do Rock in Rio. Estuda-se o auxílio de tropa de elite do Exército, para ocupação temporária.

    Emudeceu

    Maria Christina Caldeira esbarrou com Moreira Franco em Nova York: “Oi ministro, seu nome está no extrato do meu ex-marido”. Trata-se de Valdemar da Costa Neto.

    Mulher-bomba

    A ex-mulher de Valdemar o processa e agora mora nos EUA. Segundo conta, auxilia o FBI na investigação de off-shores de brasileiros e fechou[...]

    Leia mais