Velejadores brasileiros falam sobre a expectativa para a largada da Volvo Ocean Race

A Volvo Ocean Race começa neste domingo (22) em Alicante, na Espanha. A maior regata de volta ao mundo terminará em junho de 2018. Durante oito meses, os sete barcos que participam da competição vão atravessar quatro oceanos, seis continentes, 12 cidades-sedes em um percurso de 45 mil milhas náuticas (em torno de 72 mil quiômetros). São mais de 70 velejadores, entre eles, dois brasileiros.

 Martine Grael e Joca Signorini se preparam para a largada - Jonas Augusto/ND
Martine Grael e Joca Signorini se preparam para a largada – Jonas Augusto/ND

A equipe holandesa Azkonobel está mais verde e amarela. A novidade neste ano é a participação da primeira brasileira na competição. Martine Grael é medalhista olímpica (Rio 2016) e filha de Torben Grael – único brasileiro a comandar uma equipe vitoriosa na Volvo Ocean Race com o barco Brasil 1 em 2005/06. Martine tem 25 anos e  conquistou a medalha de ouro com a vela e junto com Torben são os únicos pai e filha campeões olímpicos da história do esporte brasileiro.

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (20), Martine disse que treinou durante quatro meses apenas para a regata. “Além do preparo físico, o psicológico e o reconhecimento do barco são essenciais para entender como funciona a prova, mas não tem como prevêr nada”, disse a velejadora que pela primeira vez enfrenta uma volta ao mundo.

Martine viu o pai ser o primeiro capitão brasileiro a vencer a Volco Ocean Race. Joca Signorini, também faz parte da equipe de Grael e estava no barco brasileiro vitorioso. Experiente com quatro regatas, ele volta a ser colega de um membro da família de velejadores.

“Depois de anos velejando, fiz duas regatas com o Torben, agora tem a  Martine ao meu lado. É um prazer muito grande ter um brasileiro no mesmo barco. Vamos esperar que a gente consiga ter os bons resultados e bons momentos das participações anteriores”, completa Signorini.

Sete equipes vão competir nesta edição com mais de 70 velejadores de 16 nacionalidades diferentes - Jonas Augusto/ND
Sete equipes vão competir nesta edição com mais de 70 velejadores de 16 nacionalidades diferentes – Jonas Augusto/ND

Expectativa pela parada no Brasil

Os dois admitiram que um dos momentos mais especiais será a passagem da equipe por Itajaí, no norte de Santa Catarina. A Volvo Ocean Race abre a Vila da Regata na cidade no dia 5 de abril de 2018. “Abril a gente está aí em Itajaí, conto com a torcida de todos, vai ser muito especial”, disse  Martine.

Volvo Ocean Race