Márcio Araújo destaca força do Vasco, mas acredita na vitória

Márcio Araújo exalta nova forma de trabalho de Guto Ferreira (Foto: Liamara Polli/AGIF)
Márcio Araújo exalta nova forma de trabalho de Guto Ferreira (Foto: Liamara Polli/AGIF)

Após ter a partida contra o Atlético Paranaense adiada, a Chapecoense retomou os trabalhos com foco total no jogo do próximo domingo, quando enfrenta o Vasco, no Rio de Janeiro, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro – em mais uma partida de seis pontos. O volante Márcio Araújo, velho conhecido do Vasco, comentou do empenho do time para vencer o duelo.

– Temos que aproveitar a pressão que eles estão sofrendo, mas saber que é um time forte dentro de casa. Vale muito mais como a nossa equipe irá se portar, independente dos adversários. O crescimento que o nosso time tem que ter com uma nova comissão, com novas ideias, com tudo o que a gente já vem adquirindo com o ritmo de jogo, com o rendimento da equipe – completou.

– A princípio todo mundo queria jogar. Todo mundo estava concentrado. Mas, olhando por outro lado, a confirmação do cancelamento foi bom pra um descanso. O desgaste que a gente teve de viagem foi grande e talvez isso refletisse no jogo, então a gente tem que aproveitar – destacou.

Outra mudança comentada pelo atleta foi a do comando da equipe. Para Márcio Araújo, a chegada de Guto Ferreira e a implementação de uma nova filosofia de trabalho foram benéficas para o grupo.

– Uma nova forma de trabalhar muda o astral, muda que os jogadores que não estavam sendo utilizados talvez cresçam mais e deem uma motivada. Coisas que acontecem no futebol. E eu espero que a gente possa adquirir isso, a afinidade, para que possa dar frutos dentro dos jogos – disse o jogador.

O jogador comentou sobre o adiamento do jogo contra o Atlético-PR na última quarta-feira. Segundo ele, todos queriam atuar, porém foi bom para o descanso do grupo.

– A princípio todo mundo queria jogar. Todo mundo estava concentrado. Mas, olhando por outro lado, a confirmação do cancelamento foi bom pra um descanso. O desgaste que a gente teve de viagem foi grande e talvez isso refletisse no jogo, então a gente tem que aproveitar – destacou.

Mais conteúdo sobre

Esporte