Guerrero lamenta impossibilidade de jogar e garante: ‘Sigo lutando pela minha inocência’

Evandro Leal/Agencia Freelancer
Evandro Leal/Agencia Freelancer

Após a queda do efeito suspensivo e a impossibilidade de atuar pelo Internacional até abril de 2019, Paolo Guerrero desembarcou em Lima nesta sexta-feira e conversou com a imprensa local sobre o novo baque na carreira.

“Estava preparado para a partida de domingo com o Palmeiras e recebi esta notícia. Mais uma vez, me cortam as asas, mas sigo lutando pela minha inocência. Parece algo estranho, mas trato de tomar como circunstâncias da vida”.

Em seu país natal, o centroavante garantiu que irá se reunir com os advogados e ver qual será os próximos passos para voltar aos gramados antes dos oito meses de suspensão.

“Não há oito meses. Estou lutando. Não posso aceitar um castigo injusto. Estou lutando porque não aceito ficar castigado por mais oito meses”, finalizou.

Mais conteúdo sobre

Esporte