Florianopolitana supera a chuva, a subida e vence o Desafio Morro da Cruz

Desafio Morro da Cruz, em 2018 - Marco Santiago/ND
Desafio Morro da Cruz, em 2018 – Marco Santiago/ND

Florianópolis recebeu a segunda edição do Desafio Morro da Cruz neste domingo (30). Cerca de 800 competidores percorreram o trajeto total de 5km, com início no Beiramar Shopping e término no pátio do Grupo RICTV Record. O mineiro Maurício Marques da Costa Júnior, com o tempo de 21min21seg, foi o campeão entre os homens. Entre as mulheres, destaque para a florianopolitana Ana Cláudia Maria de Jesus, primeira colocada com o tempo de 24min58seg.

Apesar de compacto, o percurso exige força e resistência dos participantes, sobretudo, por contar com um trecho de mais de dois quilômetros de subida.

Para Juliana Lemos Gentil, empresária e organizadora do evento, foi justamente isso que a organização justificou ao optar pelo trajeto. “Analisamos, vimos que não havia a prática e entendemos por escolher o Morro da Cruz. É uma prova peculiar e a nossa intenção foi trazer o povo que cansou da mesmice, uns atletas que não queria mais correr na Beira-Mar, pessoal que queria o desafio do morro mesmo”, explicou.

A ideia, inclusive, foi aceita. Foram contabilizadas 900 inscrições e, segundo a organizadora Juliana Gentil, “umas 40 pessoas” não pegaram o kit de inscrição. Dentre os competidores, todos os níveis físicos, todos os pesos e todas as idades. Igor Bertoli, 11 anos, é atleta desde pequeno e se descreveu “tranquilo” ao término da prova. “Foi tranquilo, fiz em 31 minutos. Eu sempre corri e hoje faço triathlon”, orgulhou-se o pequenino que sonha participar do Ironman.

Igor Bertoli, 11 anos, disputou o desafio Morro da Cruz - Marco Santiago/ND
Igor Bertoli, 11 anos, disputou o desafio Morro da Cruz – Marco Santiago/ND

A peculiaridade da prova foi tanta, que até para os mais experientes foi um trabalho diferente. Ana Cláudia Maria, a Cacá, que corre há cinco anos e é oriunda da corrida de rua no plano, chamou a atenção para a adversidade da subida. “É diferente, a perna começa a doer logo no começo da subida, vai queimando tudo, enfim é muito bom, muito diferente”, explicou a medalhista de ouro.

Para Carolina Corraza, jornalista e, segundo seu próprio perfil no Instagram “apaixonada por corrida”, ela confessou que não conseguiu subir o morro correndo, por toda sua extensão. “Eu senti muita dor no ombro, não consegui subir ela o tempo inteiro correndo. É legal o desafio de trabalhar a cabeça, em terminar. Gostei da prova, mas é bem desafiador”, explicou.

 

 

Resultado:

Masculino –

Maurício Marques da Costa Júnior – 21min21s

Roberto Aparecido Peres Sobral Rocha – 21min45s

Geílson Clementino Santos – 22min16s

Rodolfo Dornelas – 22min55s

Gilmar Manoel Júnior Batoreh – 23min03s

Maurício Marques, campeão do Desafio Morro da Cruz 2018 - Marco Santiago/ND
Maurício Marques, campeão do Desafio Morro da Cruz 2018 – Marco Santiago/ND

 

Feminino –

Ana Cláudia Maria de Jesus – 24 min58s

Rosa Salete Padilha – 26min46s

Gabriela Paula Santos – 27min15s

Renata Pelisser Nicolao – 27min48s

Fernandynha Stahelin – 28min49s

Ana Cláudia Maria de Jesus, campeã do Desafio Morro da Cruz - Marco Santiago/ND
Ana Cláudia Maria de Jesus, campeã do Desafio Morro da Cruz – Marco Santiago/ND

Mais Esportes

Nenhum conteúdo encontrado