Estrela Azul só precisa do empate para ser campeão da Copa RIC Interligas

“Respeitar o adversário e jogar. Simplesmente jogar”. Essa é a estratégia do Estrela Azul para conquistar o título inédito da Copa RIC Interligas. Na primeira partida da final, a equipe de Santo Amaro da Imperatriz venceu o Grêmio Cachoeira, em casa, por 2 a 1, e precisa apenas de um empate para desbancar o atual campeão. A bola rola neste sábado, às 15h, na Cachoeira do Bom Jesus.

Flávio Tin/ND

Itauê (Grêmio) disputa a bola com Alemão (Estrela Azul)

Mesmo com a vantagem, o técnico Nádio Rachadel, que já conquistou dois troféus da maior competição do futebol amador da Grande Florianópolis, garantiu: não jogará com o regulamento embaixo do braço. “Jamais jogo pelo empate. Pode vir por situação de jogo, mas jamais por planejamento”, comentou. 

O treinador do Grêmio Cachoeira, Djone Kammers, tentou passar o confronto para o domingo, em virtude das condições do gramado, que ainda estava encharcado na noite de sexta-feira. Para reverter a vantagem do adversário, o técnico espera que o time repita as grandes atuações que teve durante a Copa RIC Interligas.

“Nós não abrimos mão de fazer esse jogo aqui. Esperamos um grande público, que seja uma grande final. Faremos o máximo para buscar essa vitória e trazer esse título para a Cachoeira”, afirmou. O Grêmio perdeu apenas um jogo – justamente para o Estrela Azul. 

Mais conteúdo sobre

Futebol Amador