Dinamarca aciona polícia após jogador ser ameaçado de morte por errar pênalti

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O atacante dinamarquês Nicolai Jorgensen recebeu ameaças de morte nas redes sociais após perder pênalti na partida contra a Croácia, pelas oitavas da Copa do Mundo.

 Dinamarca no empate com a Austrália  -  (Foto: EMMANUEL DUNAND / AFP)
Dinamarca lutou, mas acabou sendo eliminada pela Croácia – (Foto: EMMANUEL DUNAND / AFP)

A Dinamarca acabou sendo eliminada nas penalidades, no domingo (1), após empate por 1 a 1 no tempo normal, mais prorrogação. Jorgensen errou a quinta cobrança da Dinamarca na disputa por pênaltis.

Logo depois da classificação da Croácia, internautas entraram nas páginas do jogador na web para xingá-lo e ameaçá-lo.

A DBU (Associação Dinamarquesa de Futebol, na sigla em dinamarquês) reprovou a conduta desses torcedores na internet. Em nota oficial, a entidade comunicou que acionou a polícia para identificar os autores das ameaças.

“Nossa sociedade nunca deve aceitar ameaças de morte —nem contra estrelas da Copa do Mundo, políticos ou outros. É completamente inaceitável e obsceno. Nós relatamos o assunto à polícia para acabar com essa loucura.”

Mais conteúdo sobre

Copa do Mundo

Dinamarca aciona polícia após jogador ser ameaçado de morte por errar pênalti

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O atacante dinamarquês Nicolai Jorgensen recebeu ameaças de morte nas redes sociais após perder pênalti na partida contra a Croácia, pelas oitavas da Copa do Mundo.

A Dinamarca acabou sendo eliminada nas penalidades, no domingo (1), após empate por 1 a 1 no tempo normal, mais prorrogação. Jorgensen errou a quinta cobrança da Dinamarca na disputa por pênaltis.

Logo depois da classificação da Croácia, internautas entraram nas páginas do jogador na web para xingá-lo e ameaçá-lo.

A DBU (Associação Dinamarquesa de Futebol, na sigla em dinamarquês) reprovou a conduta desses torcedores na internet. Em nota oficial, a entidade comunicou que acionou a polícia para identificar os autores das ameaças.

“Nossa sociedade nunca deve aceitar ameaças de morte —nem contra estrelas da Copa do Mundo, políticos ou outros. É completamente inaceitável e obsceno. Nós relatamos o assunto à polícia para acabar com essa loucura.”

Mais conteúdo sobre

Esportes