Mostra coletiva “Horizontes Possíveis” ocupa o espaço Lindolf Bell a partir desta quinta

Tempos e singularidades diferentes, com um aspecto determinante em comum: a pintura resultado de pesquisas criadoras. Essa é a essência da exposição “Horizontes Possíveis”, composta por mais de 40 obras e que abre nesta quinta-feira, no Espaço Lindolf Bell, do CIC. O evento representa a arte como forma de abstração do dia a dia e também uma maneira de extravasar sentimentos e emoções. No grupo de artistas estão advogados, psicólogos, arquitetos, todos transpondo para suas obras, um pouco do seu dia a dia e dos seus sentimentos.

“Estes horizontes diversos nos levam a uma incitação, a viagem para um além, ou outro mundo, um salto no desconhecido. Salto esse que, segundo Heidegger, é o sinal em si do ser-obra, onde a imagem do horizonte está assim, ligada a um além da representação, um fora ou transbordamento da realidade das coisas como elas são”, afirma a curadora Meg Roussenq, que também é orientadora dos estudos do grupo que teve obras selecionadas para a exposição. A exposição terá início no dia 01/12 tendo seu encerramento no dia 28/01/2017.

Artistas da exposição

Ângela Mackrodt – série “Sombras do Tempo”  (Acrílico aquarelado )

Beatriz Harger – série “ Roteiro Encantado” (Desenho sobre papel)

Carla Bacila Sade – série “Impensável Eu” (Nanquim e guache sobre fotografias)

Fabiana Didoné – série “Transpassamento” (Técnica mista sobre tela)

Giovanna Mubarac – sem título (Desenho e pintura sobre tela e papel. Acrílica e óleo)

Gustavo Pamplona – série “O Ruído do Preto sobre a Luz” (Óleo sobre papel)

Huey Jen Lo – obras Rasgos (2015)/ Cicatrizes (2016)/ Vincos (2016) ( Acrílico sobre tela)

 Janete Machado Sena – série “ Andanças” (Acrílica sobre tela; técnica mista)

Larissa Pereira Rodrigues – obra “Estudos em processo”

Lília Consalter – série “Contemplação” (Fotografias impressas em fine art e repintadas a óleo)

Luiz Heinzen – série “Instável” (Acrílico e tinta serigráfica sobre tela )

Maria Lydia Fiaminghi – série “Exercícios para ver” (Técnica mista sobre tela)

Marilda Machado Linhares – série “Sentidos” (Acrílico sobre tela)

Marivone Dias – série “Impressões” (Acrílica e encáustica sobre tela)

Míriam de Freitas Porto – série “Tempo” (Acrílica s/suporte rígido)

Nelma Aires Camargo – série “Nas sombras e na Luz” (Acrílico e óleo)

Nelson Lopes – série “Horizontalidades” (Acrílica/ colagem sobre suporte rígido)

Orlando Filomeno – série “Pulsar” (Acrílica sobre tela)

Rosane Lorena Granzotto – série “Dobras da vida” (Acrílica sobre tela)

Tania Porto – série “Tempos de passagens” (Aquarela acrílica)

Vitória Olivier – série “Habitar o Feminino” (Óleo sobre tela)

Horizontes Possíveis - Divulgação/ND
“Impensável Eu”, de Carla Sade, obra que está na “Horizontes Possíveis” – Divulgação/ND

SERVIÇO:

O quê: Exposição Coletiva “Horizontes Possíveis”

Quando: 1/12, 20h (abertura). Visitação até 28/1/2017, terças a domingos, 9h às 21h, visitação

Onde: Espaço Lindolf Bell – Centro Integrado de Cultura (CIC) – av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica – Florianópolis/SC

Quanto: Gratuito

Artes