Morre o humorista Agildo Ribeiro, aos 86 anos, no Rio de Janeiro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ator Agildo Ribeiro morreu neste sábado (28) aos 86 anos. O humorista sofria de um grave problema vascular e, recentemente levou um tombo, e estava com dificuldades de se manter muito tempo em pé. A morte foi confirmada pela assessoria da Globo.

Nascido em 24 de abril de 1932 no Rio de Janeiro, o humorista era filho do político Agildo Barata Ribeiro (1905-1968).

Agildo participou de inúmeros programas de humor na TV. Nos últimos anos, esteve no elenco de “Zorra Total”, da Globo. Na mesma emissora fez novelas e foi um dos alunos da “Escolinha do Professor Raimundo”, com Chico Anysio.

Seu último trabalho no cinema foi “A Casa da Mãe Joana”, de Hugo Carvana, de 2008.

“O comendador é uma bichona! Que teve um espasmo e ficou preso numa cadeira de rodas, mas ele continua com a mania dos garotões dele”, afirmou, com sua ousadia habitual o ator sobre seu personagem em “A Casa da Mãe Joana”.

“Costumo dizer que é muito mais fácil você fazer um papel sério do que fazer um papel cômico, um papel engraçado. Toda semana eu tenho que fazer gracinhas no ‘Zorra’, eu tenho que criar, tenho que puxar, ao passo que quando é um papel sério, eu já fiz alguns até no cinema, como eu fiz o ‘Tocaia no Asfalto’ com o baiano Roberto Pires, que eu fazia um papel sério, e outros papéis até no próprio teatro mesmo, eu considero muito mais fácil do que fazer rir”, afirmou o ator na época do lançamento do filme.

Em 2015, Ribeiro integrou a reformulação do “Zorra Total”, que passou a se chamar apenas “Zorra”. Em 2017, aos 84 anos, seu contrato com a rede Globo foi renovada para mais quatro anos.

O humorista Agildo Ribeiro como personagem o professor, no programa Zorra Total, da Rede Globo - Divulgação/ND
O humorista Agildo Ribeiro como personagem o professor, no programa Zorra Total, da Rede Globo – Divulgação/ND

Mais conteúdo sobre

TV

Morre Agildo Ribeiro, aos 86 anos

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Agildo Ribeiro morreu aos 86 anos, em sua casa no Leblon, zona sul do Rio. O humorista sofria de um grave problema vascular e, recentemente levou um tombo, e estava com dificuldades de se manter muito tempo em pé. A morte foi confirmada pela assessoria da Globo na manhã deste sábado (28).

Nascido no Rio de Janeiro em 1932, ele trabalhou no teatro, cinema e TV.

Seu mais recente trabalho foi uma participação no “Tá no Ar: A TV a TV” da Globo neste ano.

Na TV, ele se destacou no programa “Planeta dos Homens”, exibido na Globo na década de 1980, fez “Escolinha do Professor Raimundo” e “Zorra Total”.

Em março, ele marcou presença no Prêmio de Humor, no Rio de Janeiro, organizado por Fábio Porchat, e foi o homenageado da noite.

Agildo casou cinco vezes e deixa um filho.

Mais conteúdo sobre

Variedades