Curtas inéditos fazem reflexão sobre a situação indígena no Brasil

Com a proposta de descolonizar o olhar, a Sessão Cinemática promove o lançamento nacional de dois curtas-metragens inéditos com o tema “Povos Originários”, seguido de debate com o cineasta indígena Ítalo Mongconãnn e a liderança indígena Kerexu Yxapyry, da aldeia Itaty, no Morro dos Cavalos.

A exposição “O Tempo dos Sonhos: Arte Aborígene Contemporânea da Austrália”, na sala Lindolf Bell, trouxe para Florianópolis uma coleção diversificada e vigorosa da tradição artística contínua mais antiga do planeta, e agora a reflexão sobre a situação indígena no país. 

A sessão tem início com o lançamento do curta-metragem “Waapa” (MT), de Paula Mendonça e Renata Meirelles. Waapa, palavra da medicina dos Yudja, significa “remédio que cura” ou “elemento da natureza que ensina”.

Em seguida, será exibido o documentário “Os Povos Originários Catarinenses”, do cineasta Ítalo Mongconãnn, indígena egresso da graduação de cinema da UFSC, que retrata como vivem e resistem em tempos atuais os índios catarinenses. O projeto foi contemplado pelo edital Futura em parceria com a rede Globo. Vai ser a primeira exibição comentada em sala de cinema.

A mediação é da diretora de comunicação da Cinemateca Catarinense, Cristine Larissa Clasen, curadoria das jornalistas Carol Macário, Lu de Moraes e o cineasta Pedro MC.

Serviço 

O quê: sessão Cinemática
Quando: 6/6, 19h30
Onde: Cinema do CIC, av. Irineu Bornhausen, Agronômica, Fpolis
Quanto: gratuito, sujeito à lotação por ordem de chegada

Cinema