Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

PAYSANDU 2 X 1 AVAÍ: comentário, nota dos jogadores e avaliação do treinador Geninho

Atualizado

O Avaí fez diante do Paysandu a sua pior partida da série B. Foi envolvido por uma equipe que não vencia há sete jogos e lento e com “salto alto” mereceu a derrota que tirou o Leão da Ilha do G4 da competição.  O festejado Guga tomou um banho de bola do conhecido Guilherme Santos ( sim, aquele mesmo), no meio erros de passes e jogadores “escondidos”;  todos sumiam. E para piorar, no ataque um atacante paraguaio que não tocou na bola durante o tempo em que esteve em campo. O Avaí perdeu de forma merecida e saiu do G4. Até a próxima rodada, no sábado da próxima semana diante do Criciúma no sul do estado, o torcedor vai ter que aguentar a sua equipe fora do grupo dos quatro primeiro e muitas desculpas. 

ARANHA – Não teve culpa nos gols do Paysandu. Na primeira fez boas defesas. NOTA 7

GUGA – Tomou um banho do veterano Guilherme Santos. A “avenida Guga” foi bem explorada. NOTA 4

AIRTON – Perdido na marcação, nos gols do Paysandu os artilheiros estavam sozinhos. NOTA 5

BETÃO – Sucumbiu ao fraco futebol de toda equipe. NOTA 5

MARQUINHOS SILVA – Perdido foi substituído. NOTA 4

(PEDRO CASTRO) – Entrou e foi o mesmo Pedro Castro de sempre: inútil. A boa notícia é que recebeu o terceiro cartão amarelo. NOTA 5

CAPA – Apesar de ser bastante acionado, o Capa não consegue acerter um único cruzamento. Péssimo. NOTA 5

JUDSON – Até o “motorzinho” do Avaí não jogou bem. Errou passes de três metros. NOTA 6

ANDRÉ MORITZ – Entra cansado e joga pelo nome. NOTA 5

RENATO – Apagado no primeiro tempo, na segunda etapa apareceu um pouco mais. Mas continua devendo. NOTA 6

RÔMULO – No primeiro tempo buscou bolas no meio. Mas sozinho não progrediu. NOTA 6

(GABRIEL LIMA) – Entrou no lugar do Rômulo. Entrou?  NOTA 3

BELTRAN  – Péssimo, perdido e sem nenhuma noção de jogo. Produto “paraguaio”.  Como colocou a chuteira e assinou a súmula vai ganhar nota 2. Ainda é  muito. NOTA 2

(DANIEL AMORIM) – Já saI com nota 5 por ter entrado no lugar do Beltran. Ganha mais dois pontos por ter feito gol no primeiro chute. NOTA 7

GENINHO – Errou na escalação inicial. Era pra ter entrado com o Matheus Barbosa no meio, deixado o Beltrán no banco adiantando o Rômulo. Errou na substitução do segundo tempo ao colocar o fraco Pedro Castro. Não poderia ter colhido outro resultado, senão a derrota. Jornada infeliz do treinador. 

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo