Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.

Geninho, chega de rodízio de goleiros.

Atualizado

Chegou a hora do treinador Geninho encerrar as suas experiências com os goleiros do Avaí. Nada contra o Gledson ( que não teve culpa em nenhum dos três gols do Vasco, é preciso dizer) ou qualquer outro goleiro.

O time da Ressacada está bem servido nessa posição.

É uma posição de confiança e liderança em campo. Quanto mais ele joga (o goleiro), mais se encaixa no esquema e mais útil se torna dentro de campo, além de ganhar ritmo de jogo, tornando-se liderança do grupo.  Nos grandes clubes, nas grandes campanhas, geralmente é o camisa número 1 que mais atua, mais joga.

Geninho, o campeonato está se afunilando com os jogos passando daqui pra frente a serem decisivos. Chega de rodízio!

Vladimir (foto) junto com Gledson e Lucas Frigeri são as opções para o gol do Avaí.  – André Palma Ribeiro/Avaí FC

Mais conteúdo