Altair Magagnin

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Manoel Mota tentou segunda cadeira mais importante ao final do sétimo mandato na Alesc

Ficou claro que Manoel Mota gostaria de ser o vice-presidente. Então na suplência, sem perspectivas de alcançar a eleição, Mota desistiu de concorrer. Com a morte de Aldo Schneider (MDB), voltou em definitivo à Assembleia. Inflado pela militância do Sul catarinense, vislumbrou a perspectiva de encerrar o sétimo mandato sentado à Mesa Diretora. Não conseguiu. Líder do governo na Casa, o deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB) parabenizou Mota pelo “gesto” de declinar em nome do entendimento – um eufemismo.

Manoel Mota - Eduardo Guedes de Oliveira/Agência AL/ND
Manoel Mota – Eduardo Guedes de Oliveira/Agência AL/ND

Mais conteúdo sobre

Mais conteúdo