Sete bairros registram pontos de alagamento após temporal em Joinville

Chuva de aproximadamente 45 minutos atrapalhou a volta pra casa dos joinvilenses


Um temporal no fim da tarde desta segunda-feira (13) ocasionou alagamentos em diversas regiões de Joinville. A chuva forte de aproximadamente 45 minutos causou transtornos no comércio e no trânsito, dificultando a volta pra casa dos joinvilenses. Segundo a Defesa Civil de Joinville, os bairros mais afetados foram o Centro e o Anita Garibaldi.

 

Carlos Junior/ND
Carlos Junior/ND
Motoristas enfrentaram as áreas alagadas no bairro Anita Garibaldi

 

Na região central da cidade, a água tomou conta da avenida Jucelino Kubitschek e das ruas 9 de Março e do Príncipe. Diversos estabelecimentos comerciais tiveram que fechar as portas devido aos alagamentos. O conferente Fernando Corrêia da Silva resumiu a revolta de muitos trabalhadores que tentavam chegar ao Terminal Urbano Central para voltar para casa. "Isso tudo é uma vergonha, é só o que posso dizer", reclamou.

No bairro Anita Garibaldi, as principais ruas ficaram alagadas. O binário das ruas Rio Grande do Sul e Coronel Santiago ficou interditando para carros nas proximidades das ruas Bahia e Major Navarro Lins. Isso dificultou a volta pra casa do servente de pedreiro, Cleomar Mendes de Souza, que tentava vencer a água com sua bicicleta. "Tá difícil de pedalar, tem lugar que água chega no meio da perna", explicou.  

Já o supervisor de vendas, Carlos Alencar, que mora há dez anos na rua Porto União, aguardava a água baixar para poder chegar em casa que ficava a poucos metros de onde parou o carro. "Isso aqui não tem solução, é uma área alagadiça, o volume foi muito forte e encheu tudo. Agora é esperar baixar para chegar em casa", desabafou.

O coordenador da Defesa Civil de Joinville, Márnio Pereira, informou que, além do Centro e Anita Garibaldi, também foram registrados pontos de alagamento nos bairros Vila Nova, Morro do Meio, Bucarein, Floresta e Jarivatuba. "O volume de chuva foi muito grande o que ocasionou estes alagamentos. apesar dos transtornos, nenhuma caso grave foi registrado", disse. Ainda segundo Márnio, a previsão para os próximos dias é que a intensidade da chuva diminua. "Não há previsão de temporais, mas estamos monitorando todas as áreas", completou.

Publicado em 14/01/14-00:40


Matérias relacionadas