Publicidade

Você está em

Segunda-Feira, 26 de Setembro de 2016
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 12º C

Parceria JEC/Krona Futsal está perto de ser fechada

Para presidente da Krona Futsal, Valdicir Kortmann, união será boa para ambos os lados

Renan Dias Silveira
Joinville
Carlos Junior/ND
Valdicir Kortmann: "Faltam alguns detalhes envolvendo conselho, gestão, material esportivo, franquia."

 

JEC Futsal ou JEC/Krona. O nome não importa, mas no que depender do presidente da Krona Futsal, Valdicir Kortmann, a parceria do time de futsal com o Joinville Esporte Clube está prestes a ocorrer. Em entrevista exclusiva ao ND, o gestor abriu o jogo sobre as conversas com a direção do Coelho e avaliou como “bom momento” para que a união JEC/Krona retorne, assim como era antes de 2009, quando o clube, até então JEC, passou a se chamar Krona Futsal.

Desde que o assunto ganhou força, até o público aumentou circunstancialmente nos jogos da Krona, como na segunda-feira, quando o time empatou em 1 a 1 com o Corinthians nas quartas de final da Liga Nacional. “Desde o jogo contra a Alaf, que já estávamos classificados, a presença foi muito boa e muitos torcedores com a camisa do JEC. Sempre tem camisas do JEC, mas percebi que tinha mais do que das outras vezes. E ontem [segunda] também. Tinha até pessoas com a camisa do JEC se infiltrando na nossa torcida, cantando juntos e isso é legal, é o que a gente quer”, comemorou Kortmann.

Por telefone, o presidente do JEC, Nereu Martinelli apenas confirmou as conversas e ressaltou que, apesar de ser favorável, ainda é necessário aprovação do Conselho Deliberativo do Joinville para que a parceria seja refeita.

A decisão do Conselho, porém, é apenas um dos pontos que Valdicir Kortmann revela que precisam ser definidos. “Faltam alguns detalhes envolvendo conselho, gestão, material esportivo, franquia. Não está 100% garantido, mas estamos muito alinhados”, revela, ao garantir faz questão que as tratativas não atrapalhem o trabalho da comissão técnica e do grupo de jogadores.

 

Entrevista – Valdecir Kortmann, presidente da Krona Futsal

Mudança em 2009

Quando fizemos, o intuito não era tirar o JEC. Na época, a Fundação dos Esportes é que era a gestora, ela só utilizava o JEC como o clube que tinha as inscrições e vínculos dos atletas. Não dissemos não para o JEC no futsal, mas foi uma forma de não deixar o futsal morrer em Joinville.

 

Proximidade com o clube

Entramos com patrocínio no JEC quando ele nem estava na Série D. A Krona é jequeana. Somos patrocinadores do JEC, sou conselheiro. Estamos no campo torcendo.

 

Retomada das conversas

Desde que o Nereu assumiu a presidência, ele sempre disse “o dia que vocês pensarem em levar o futsal para o JEC estaremos abertos a conversar”. Eu sempre disse que nunca íamos descartar isso. Vai ter o momento certo de acontecer. A vontade é de ambas as partes.

 

Prazo

Percebemos que a força JEC é muito grande e pode ser um bom momento para isso acontecer, por isso aconteceram essas conversas mais afinadas para ter que sabe já no próximo ano.

 

Escolha do momento

É um processo de maturação da própria marca. Como tem um investimento pesado, trabalhamos forte esse processo da marca, mas hoje a gente tem o sentimento que essa marca não vai perder força se associando ao JEC. Ela vai continuar ou ganhar uma força maior. Isso é importante nessa decisão.

 

Momento certo?

Eu diria que é um bom momento. E ele é bom independentemente se o Joinville vai ficar na Série A. Não está vinculado a isso. Vejo que o momento é bom para ambos os lados, os dois ganham.

 

Nova gestão

O que até agora está bem claro é que seria uma gestão independente, mas com a chancela do presidente do Joinville Esporte Clube. O Corinthians tem um diretor de esportes terrestres. Inventaram um nome. É bem provável que o JEC criaria uma gestão ou como gerente ou diretoria, mas não estou preocupado com a nomenclatura.

 

Independência

O que está muito transparente é que será uma gestão independente administrativa e financeiramente, até porque o JEC não vai se envolver financeiramente, nem queremos isso. O Joinville se preocupa com o futebol e com o futsal deixa que a gente se preocupa.

 

Envolvimento no futsal

O mais importante é que o futsal de Joinville não vai acabar. Sou uma pessoa que gosta muito do que acontece com o futsal e não iria entregar os pontos.

 

Repercussão

Tenho ouvido só comentários positivos. Sempre tivemos em momentos mais decisivos a presença de atletas, dirigentes e torcedores do Joinville. É um esporte e inspira nossos atletas, que também vão aos jogos do JEC. Essa troca é muito boa.

 

Torcida

Queremos proporcionar alegria para o torcedor de Joinville. O torcedor do JEC é fanático e a gente sabe o quanto ele faz por esse clube. Uma volta, uma parceria dessas, faz com que a gente tenha maior público no ginásio.

 

Nome do time

Na verdade não estamos muito preocupados com isso. Não é a maior preocupação. A Krona vai continuar sendo patrocinador máster e como contrapartida ele pode ter o nome vinculado à equipe. Isso vai ser consequência.

 

Entraves

O que pode atrapalhar é algo nesses detalhes, como passar pelo conselho e forma de gestão porque envolvem negociações, decisões.

 

Café com o presidente

O café [com Nereu Martinelli] está marcado. Sempre tem o próximo café para falar de algo. A cada alinhada dessas pode ser um café novo. É um café, um telefonema. E vamos conversando até bater o martelo.

 

Umbro

Como a Umbro é o nosso atual patrocinador esportivo e é o do JEC também, a gente vê com bons olhos isso também de futebol e futsal terem o mesmo fornecedor.

 

Mídias que não usam o nome Krona

Não magoa. Só acho que o padrão adotado por parte da imprensa deveria ser outro, como vocês [Notícias do Dia] fazem, que usam em todos os momentos. O nome da equipe é Krona Futsal. O que existe é um entendimento que não é correto usar outro nome.

 

Investimento para 2016

Ainda não delineamos o orçamento para o próximo ano, até porque depende dessas conversas, de renovações, de patrocínio.

 

Patrocinadores

Nos bastidores estamos fazendo um trabalho de buscar mais patrocinadores. Em termos de cenário econômico estamos num momento muito ruim, de muita turbulência. Baseado nisso, estamos tentando nos fortalecer com patrocinadores para que a gente não perca um time competitivo, um bom trabalho que tem na base.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade