Torcedor do Avaí morre após ser atingido por pedra dentro de ônibus na BR-101

João Grah chegou a ser socorrido, mas morreu no caminho do hospital

danielpaulus
danielpaulus


Florianópolis

Reprodução/RICTV
Ônibus foi atingido por pedras atiradas por um grupo


O retorno da torcida do Avaí para Florianópolis, após a partida contra o Paraná, em Curitiba, foi marcado por uma tragédia na madrugada de quarta-feira, por volta das 00h30, no km 136,4 da BR-101, em Balneário Camboriú. Um torcedor de 27 anos morreu após ser atingido por uma pedra que foi arremessada do viaduto da Barra contra o micro-ônibus que voltava para a Capital. A pedra atingiu a cabeça João Grah no momento em que estava na cabine ao lado do condutor do veículo. Outros 21 torcedores do clube estavam no coletivo. Os demais passageiros e o motorista não sofreram lesões.

:: VÍDEO no RIC Mais: Imagens mostram momento em que pedra que matou torcedor do Avaí atinge ônibus na BR-101

:: VÍDEO no RIC Mais: Passageiro do ônibus atingido afirma que não havia identificação da torcida do Avaí no veículo

 

Diogo Maçaneiro/ND
Loja onde João trabalhava não abriu nesta quarta-feira em luto

 

Passageiros do ônibus impediram que o motorista parasse o veículo no local, por acreditar que seria uma emboscada com a intenção de assaltar os torcedores. Após um contato com a PM (Polícia Militar), o motorista foi instruído a parar no próximo posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Ao chegarem no posto policial, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para o atendimento da vítima que estava gravemente ferida e inconsciente. O serviço demorou cerca de 20 minutos para chegar. Durante o trajeto para o hospital, o torcedor não resistiu aos ferimentos e morreu.

Reprodução/Facebook
João manifestava paixão pelo time nas redes sociais

 

Parte da lataria e o para-brisa do veículo ficaram totalmente destruídos, somando um prejuízo de aproximadamente R$ 5 mil. De acordo com o proprietário da empresa GSA Turismo, Gustavo Silveira, uma lajota de cimento foi arremessado no coletivo. "O prejuízo material foi alto, mas é incalculável perto de uma vida humana como a do torcedor. A empresa irá prestar todo o apoio necessário a família do rapaz e estamos a disposição para qualquer tipo de esclarecimento", reforçou.

PRF/Divulgação/ND
Uma pedra foi arremessada contra o micro-ônibus que voltava para Florianópolis

 

Um boletim de ocorrência foi registrado na PRF, que irá repassar para a investigação do caso. O velório de João está sendo realizado na Câmara de Vereadores de Santo Amaro da Imperatriz. O enterro será na quinta-feira (25) às 9h.

A loja de informática onde Grah trabalhava, na esquina da avenida Mauro Ramos com a rua Anita Garibaldi, no Centro de Florianópolis, não abriu nesta quarta-feira em luto pela morte do funcionário.

Com informações da Rádio Record

:: Luto no futebol, mais uma vez na BR-101 - por Rodrigo Santos

Publicado em 24/09/14-10:33