Prefeitura define pontos de atuação dos ambulantes para temporada em Florianópolis

O sorteio termina nesta quinta-feira e os comerciantes credenciados podem começar a trabalhar no dia 15 de novembro

Letícia Mathias
Letícia Mathias


Florianópolis

Os comerciantes classificados pela Prefeitura de Florianópolis para trabalhar como ambulantes durante a temporada de verão nas praias terão os pontos de atendimento definidos esta semana. Este ano são 1.017 vagas divididas entre serviços de alimento, bebida, aluguel de cadeiras, artesanato e escola de surf. Porém, apenas 731 pessoas se inscreveram e até agora 506 foram habilitadas. Os que ficaram fora da classificação ainda podem recorrer e o número de ambulantes habilitados tem chance de crescer. Eles poderão trabalhar a partir do dia 15 de novembro e ficam até 15 de março, 30 dias a mais do que no último verão.

 

Janine Turco/Arquivo/ND
Esta temporada, os ambulantes trabalharão de 15 de novembro até 15 de março

 

Os sorteios dos pontos começaram na terça-feira e terminam quinta (31). O resultado final será publicado até sexta e no fim de semana a equipe de fiscalização irá até as praias delimitar os espaços autorizados de acordo com o edital. O secretário da Sesp (Secretaria Executiva de Serviços Públicos), Acácio Garibaldi, disse que não é possível precisar o número total de ambulantes antes do término completo do processo.

Quanto às vagas remanescentes, a prefeitura estuda a possibilidade de um novo edital, mas ainda não há nada definido. Apesar das incertezas quanto ao número de ambulantes, o secretário garantiu que o edital será cumprido rigorosamente. “Não será permitido nenhum ponto extra. Na última gestão houve liberação fora do edital. Mas essa autorização, da qual desconhecemos os critérios, não foi renovada e só permitiremos os serviços credenciados pelo processo a prefeitura”, ressaltou.

Ambulantes preferem as praias do Norte da ilha

De acordo com o fiscal Jucélio Santos a maior parte dos inscritos optou pelas praias do Norte da ilha com foco em Jurerê Internacional, Canasvieiras e a praia Brava. Os serviços mais procurados são para venda de alimentos com barracas fixas, carrinhos de coquetel de bebidas e aluguel de cadeiras de praia e guarda-sol. Algumas praias do Sul têm dez vagas disponíveis e apenas um ou nenhum inscrito. “A escolha é sempre pelos balneários mais movimentados porque rendem mais dinheiro. Enquanto algumas lucram R$100 mil na temporada, outras ficam em apenas R$3.000”, afirmou.

Para garantir a regularidade dos serviços, a Prefeitura pretende aumentar a equipe de fiscalização para 70 pessoas com auxiliares temporários. Hoje são 13 funcionários. Mas ainda não há previsão de quando isso acontecerá. Segundo o secretário, a prefeitura passa por dificuldades no fluxo de caixa e a pasta ainda aguarda aprovação da Secretaria Municipal da Receita para a contratação temporária. Os ambulantes autorizados deverão ser identificados por uma camiseta oferecida pela Sesp.

Nahuaque Guimarães, 31, é um dos ambulantes inscritos para prestar o serviço de bebidas. Ele se inscreveu para a praia do Santinho por ser próximo da sua casa e pretende arrecadar pelos menos R$ 100 por dia de trabalho. O objetivo dele é juntar dinheiro para fazer um curso de sorvetes na Itália, comprar maquinário e montar o próprio negócio em Florianópolis. “É um extra que eu pretendo conseguir durante a temporada, só assim vou atingirei meu objetivo final”, afirmou.

Confira a lista dos ambulantes classificados para a temporada 2013/2014 (clique na categoria para abrir o arquivo)

Carrinho de Coquetel

Caixa Térmica

Ponto Fixo Alimentos

Cadeira e Guarda-sol

Água de Coco

Sanduíche

Escola de Surf

Artesanato

Fonte: Prefeitura Municipal de Florianópolis

Publicado em 31/10/13-09:17


Matérias relacionadas