Publicidade

Você está em

Quinta-Feira, 29 de Setembro de 2016
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 15º C

Com William recuperado, Raul Cabral testa formação do Avaí para amistosos contra gaúchos

Leão da Ilha enfrenta o Gramadense no sábado e o Juventude na segunda-feira durante a pré-temporada

Matheus Joffre
Florianópolis

Mesmo ainda em fase de testes, o técnico Raul Cabral parece já ter uma ideia do time que deve iniciar os amistosos contra Gramadense e Juventude, no sábado e na segunda-feira, respectivamente, na pré-temporada em Gramado.

O treinador avaiano esboçou a equipe no 4-1-4-1, com William centralizado no ataque. Recuperado da cirurgia no tornozelo esquerdo que o tirou da reta final do Brasileirão, o centroavante realizou o primeiro trabalho com bola na quarta-feira e deve ser a principal esperança de gols do torcedor azurra em 2016. 

André Palma Ribeiro/Avaí/Divulgação
Recuperado da cirurgia no tornozelo, atacante William voltou a treinar com bola 

 

O time titular ainda teve: Renan; Renato, João Filipe, Braga, Vitor Costa; Judson, Caio Cesar, Diego Jardel, Rômulo e Lucas Fernandes.

“Agora estou bem melhor. No último jogo contra o Corinthians eu fiquei no banco, mas a forma física e a confiança não eram das melhores. Mas agora começando a pré-temporada com o grupo, fazendo todo o trabalho, já estou bem legal. Creio que as perspectivas para esse ano serão boas e nada melhor do que começar com o título catarinense”, projetou William.

Um dos remanescentes do elenco que acabou rebaixado para a Série B do Brasileiro no ano passado, o atacante acredita que os salários atrasados foram decisivos para a queda do Leão.

“Um dos fatores que eu coloco para queda do Avaí, pelo o que eu vivi dentro do vestiário, foi isso. Nos últimos jogos, a maioria dos jogadores só falava nos salários, na quitação. Então, acaba tirando o foco da permanência. Atrapalhou bastante. Mas a gente crê que a diretoria esse ano vai se reestruturar para não termos mais essas falhas”, ressaltou.

Ao lado de Marquinhos, que ficou em Florianópolis se recuperando da cirurgia no joelho, e de João Filipe, William é um dos atletas mais experientes do grupo com 32 anos.

“É uma coisa legal trabalhar com um grupo jovem. A gente sempre conversa com eles, para terem os pés no chão para que a gente venha a conquistar as coisas para o clube e se reerguer de novo”, concluiu. 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade